O lúdico dita a pauta do quarto dia de Bienal

Neste quarto dia de Bienal, o lúdico foi o tema principal das oficinas na manhã de hoje, 25. confira os destaques.

AUDITÓRIO

A professora Terezinha Rios, do departamento de pós-graduação da Universidade 9 de Julho , ministrou palestra sobre a “Ética no cotidiano escolar” . Ela destacou a importância de se identificar as causas do desinteresse e da apatia dos alunos, “é importante ir a fundo no problema”, comentou a professora. Ela também salientou a necessidade de uma autoavaliação do professor, “muitas vezes a razão do desinteresse dos alunos até ali, diante dele todos os dias. Não que a culpa seja sempre do professor, mas é necessário fazer uma auto crítica para saber se não é você a razão do desinteresse”, completou.

LÊDO IVO

A nova literatura nacional foi o tema da palestra da prof. Doutora Helena Bonito, da universidade Mackenzie. Ela que coordena o grupo de estudos de Literatura no Contexto pós-moderno e autora do livro “Novas Leituras da Ficção Brasileira no Século XXI“. Em sua palestra, intitulada “Novas leituras da ficção contemporânea ” a professora apontou a falta de atenção dedicada aos novos autores. “É necessário conhecer a nova literatura”, diz a professora, “falar dos clássicos é seguro, é muito fácil falar de Machado de Assis”, completou.

MANOEL CORREIA DE MELO

O mini-curso “Literatura Infantil e Psicanálise: Diálogo com a Contemporaneidade” ministrado pela Educadora e critica literária Maria Heloisa Melo de Moraes e pela psicanalista Jerzuí Mendes Torres Tomaz foi um dos mais disputados do dia. Maria Heloisa destacou a importância da ilustração no livro infantil para o desenvolvimento das crianças, “existe uma balança que deve ser respeitada, quanto menor a idade da criança maior deve ser o número de ilustrações”, disse a educadora.

LUITGARDE BARROS

Na oficina “Mães leitoras – Costurando leituras para crianças”, as futuras formadoras de leitores colocaram a mão na massa, quer dizer, nos panos, literalmente. Com ajuda das instrutoras Fabiana Sales e Vilma Nóbrega, do cooperativa Mãe leitoras de arapiraca, as mães presentes aprenderam a importância de contar história para seus filhos, desde a gestação, e aprenderam a confeccionar livrinhos de tecido para seus bebês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.