Reserva Técnica da PM Protesta por data de Convocação

O palácio dos Palmares, no centro de Maceió, sede do governo do Estado de Alagoas, foi palco mais uma vez de protestos. Desta vez, a reserva técnica PM e do Corpo de Bombeiros, pleiteavam na manhã de hoje (07/05) pela marcação da data de convocação dos aprovados no concurso público para PM e Bombeiros, realizado em 2006.

Por volta das 9h da manhã sob o sol escaldante, dezenas de pessoas acomopanhadas de um carro de som, vestidas de preto, reuniramse na rua Cincinato Pinto, diante do Palácio dos Palmares. Os manifestantes apitavam e agitavam balões pretos e através do carro de som eram anunciados dados e estatísticas sobre a violência no estado. Todos eram da reserva técnica da PM e do Corpo de Bombeiros, aprovados no concurso público realizado em 2006.

Segundo os manifestantes o estado conta atualmente com um contigente de 6 mil e 200 homens, e seriam necessáriso no mínimo 16 mil homens para garantir a sgurança a população. “Atualmente o estado (de Alagoas) encontrase com o maior índice de violência do País. Alagoas evidentemnte tem uma carência muito grande de PM e Bombeiros, mesmo assim, a reserva tecnica aidna não foi convocada.” afirma Evandro Vasconcelos Lima, reservista.

Ainda segundo os manifestantes, o governador Teotonio Vilela, em sua camapanha para o governo do estado, em 2006, havia prometido a convocação de mil homens por ano e, até o então não havia convocado nenhum. Atualmente, o estado conta com 1900 homens da reserva técnica, aguardando a data de convocação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.